Labirintite – causas, sintomas e tratamento

A labirintite é basicamente uma inflamação no labirinto, geralmente é ocasionada por microrganismos, bactérias ou vírus.

O nome dado a doença é na verdade labirintopatia, que está ligada a doenças do labirinto.

Essa doença se trata de uma alteração que meche com a percepção de movimento, podendo ocasionar algumas sensações adversas ao nosso equilíbrio, como por exemplo, sensação de flutuação, movimentação do ambiente, desiquilíbrio e a sensação de que tudo está girando.

No entanto, labirintite pode se apresenta de maneira tímida na vida de uma pessoa, no entanto quando se tem uma crise da mesma, a pessoa pode se sentir totalmente incapacitada de se locomover ou desempenhar atividades costumeiras.

Em si, não é grave, mas pode ser muito incomoda em muitos casos.

Causas que podem levar a labirintite

Portanto, veja alguns fatores que podem levar uma pessoa a ter a labirintite.

  • Alimentação rica em carboidratos
  • Estresse excessivo
  • Privação do sono
  • Quadros metabólicos derivados de diabetes, tireoide e colesterol
  • Medicamentos em excesso
  • Suspensão abrupta de certas medicações
  • Ingestão de bebidas alcoólicas em exagero
  • Traumas no crânio
  • Mudanças de posição, vertigem posicional paroxística benigna
  • Osteoporose – ossos enfraquecidos
  • TPM
  • Climatério
  • AVC

Contudo, é muito importante saber a causa que leva uma pessoa a ter labirintite, para que a mesma possa receber o tratamento adequado para o caso dela.

Fatores de risco que levam a labirintite

A labirintite é um mal que pode ocorrer em qualquer idade, inclusive em crianças e bebês, mesmo sendo mais difícil nessa idade.

No entanto, essa é uma doença que ocorre muito em pessoas mais velhas, devido ao envelhecimento do sistema, medicamentos e outros fatores.

Em adultos, as mulheres são as que mais sofrem com a labirintite, devido as oscilações hormonais durante a vida.

Pertencem ao grupo de risco

  • Pessoas entre 40 e 50 anos
  • Pacientes que já realizaram cirurgia no ouvido
  • Pessoa que já sofreram traumas cranianos

Sintomas de labirintite

  • Incapacidade de linha reta
  • Sensação de desiquilíbrio
  • Sensação de flutuação
  • Incapacidade de movimentação, como virar na cama ou levantar
  • Náuseas e vômitos (acompanhados dos outros acima)
  • Sensações auditivas como pressão no ouvido ou zumbido

No entanto, esses sintomas podem aparecer e durar segundo ou até mesmo em suas crises, ficar até dias com todos esses sintomas.

Entretanto, apesar de não ser uma doença considerada grave, é possível afirmar que o desconforto é incapacitante e muitas das vezes debilitantes, o que pode atrapalhar muito e fazer com que percamos a capacidade de realizar algumas atividades.

Além disso, a crise aguda de vertigem pode ser tão grande que pode levar a um derrame ou AVC, mas especialistas salientam que esse é um quadro raro de se acontecer.

Tratamento

Entretanto, para tratar a labirintite, basicamente pode se dividir em alguns casos, como por exemplo; o tratamento dos sintomas, tratamento das causas, reabilitação do labirinto e medicamentos.

Tratando os sintomas

Tratar os sintomas de maneira não medicamentosas funcionam a base de manobras de reposição canalicular, reabilitação vestibular, fisioterapia entre outras formas que podem ser prescritas.

Tratando as causas

Contudo, existem muitos tratamentos que podem estar tratando as causas da labirintite, mas a mais comum delas é com a reposição de canalicular, feita em um consultório pelo médico Otoneurologista.

Reabilitação do labirinto

Para a reabilitação do labirinto, basicamente é necessário estar realizando alguns exercícios específicos, os quais um fisioterapeuta ou fonoaudiólogo estará planejando para o caso do paciente.

Contudo, os exercícios são bem simples, e visam no fortalecimento da capacidade de se movimentar, como por exemplo, levantar da cama ou estender uma roupa.

Por fim essas são atividades que retornam à capacidade de trabalhar do labirinto ainda maior.

Normalmente é indicada para pacientes que tenham o problema crônico ou que basicamente sofram com isso muitas vezes com o decorrer dos dias.

Medicamentos

Entre tantos meios, existem também a opção de resolver o problema com remédio que podem estar aliviando as dores quando agudas e também amenizar os problemas costumeiros de falta de equilíbrio, para evitar que surjam novos episódios.

Por fim, vale lembrar que os medicamentos devem ser prescritos por um médico especializado na área.

Portanto faça uma consulta e descubra qual é o melhor tratamento para o problema de labirintite.

Realizar atividades físicas pode te deixar rico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: